3 peças para sobreviver ao frio

3 peças para sobreviver ao frio

Lerigou, lerigou – tá frio mesmo, gente.

Nas últimas semanas, temos visto a temperatura caindo muito – São Berlondres registrou manhãs com 6ºC quase todos os dias. Isso quer dizer que o frio tá de matar mesmo (já registraram morte de moradores de rua por hipotermia, então doe seus casacos antigos!).

O nosso problema com a temperatura fria e o trabalho é a dificuldade em se mexer – se considerarmos casaco, suéter, blusa de baixo e tudo mais. A gente fica meio pinguim. Minha mãe é super friorenta e sofre muito com as temperaturas baixas, então ela é expert em se proteger do clima gélido paulista. Por isso, fiz um benchmark com ela e listamos 3 coisas super práticas e básicas para sobreviver ao inverno, sem ter que usar mil camadas grossas.

Segunda pele. As marcas que vendem meia calça tem várias – de blusas com gola a regatas – e o tecido é bem fininho, mas esquenta bem, quando colocado como primeira camada. A Trifil lançou uma opção fofa, de poás – veja aqui.

Calça de fleece. Essas são as famosas segundas peles de quem vai fazer ski/snowboarding. Elas têm um teido peludinho por dentro, que esquentam muito! Uso por baixo das minhas calças, quando a temperatura tá criticamente baixa. A parte boa é que elas não são volumosas, então dá pra usar até com suas calças mais justinhas. A Decathlon sempre tem essas calças – veja aqui.

Meia 3/4 de algodão ou lã. Gente, não dá pra ser 100% bonito no frio. Eu, por exemplo, se estou com o pé gelado, meu corpo não esquenta. Então, procuro sempre proteger meus pés, quando estou de botas. A meia tem a vantagem de esquentar até o joelho, então te mantém confortável pelo dia todo. Encontre sua meia quentinha aqui – procurei umas estampadas, mas não achei… Pra mim, quanto mais brega e colorida, melhor.

E então, o que acharam? Eu adoro essas roupinhas de baixo, porque assim meus looks ficam diferentões e quentinhos ao mesmo tempo!

Beijos, C.

Compartilhe!

Comentários

2 thoughts on “3 peças para sobreviver ao frio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *